Importância da Fisioterapia Respiratória para o Asmático







Infelizmente, muitos asmáticos adquirem o hábito de respirar com a boca sempre aberta. Esse habito contribui para provocar um desequilíbrio de toda a musculatura do tórax, podendo ocasionar o surgimento de deformidades torácicas como: peito de pombo, peito escavado, depressão submamária, tórax em tonel, entre outras. Pode, inclusive, levar a alterações da coluna vertebral. Devido a tudo isso, o paciente acaba entrando num círculo vicioso em que a respiração inadequada piora a postura e a postura inadequada piora a respiração.



A fisioterapia respiratória utiliza técnicas de relaxamento, alongamento e fortalecimento dos músculos do corpo. Possibilita também uma reeducação do diafragma e uma educação funcional respiratória. O método de Reeducação Postural Global (RPG) está sendo utilizado, atualmente, em conjunto com a fisioterapia respiratória, pretendendo, ao mesmo tempo, uma reestruturação da postura e da respiração.

Nos períodos em que o paciente não está na vigência da crise, são realizados os exercícios de manutenção, os quais consistem no treinamento da musculatura respiratória e aprendizado para o uso do diafragma de maneira que os músculos fiquem relaxados e possam promover a reeducação funcional. Para a melhoria do padrão ventilatório na asma, a fisioterapia utiliza-se de exercícios respiratórios associados com tipos diferentes de respirações, técnicas de expansão e conscientização da respiração.

O objetivo do tratamento fisioterápico é melhorar o condicionamento físico do asmático, proporcionando uma readaptação gradativa aos esforços físicos e encorajando o paciente a participar de atividades físicas em geral. Só assim a pessoa asmática poderá não apenas controlar sua doença mas também melhorar sua qualidade de vida.

Para Fisioterapeutas que trabalham com fisioterapia na pneumologia é fundamental a atualização de tratamentos e de conceitos de doenças. Então conheça:



Comente:

Nenhum comentário