5 passos para uma boa Avaliação Física






Uma boa avaliação física focada no atendimento personalizado deve conter os seguintes componentes: uma boa anamnese, questionários de risco coronariano, avaliação antropométrica e da composição corporal, avaliação postural e os testes motores relacionados à saúde, força de braço, abdominal e flexibilidade. A seguir descreveremos sobre cada um deles.

1- Anamnese: Palavra que deriva do Grego (Ana, trazer de volta e mnesis memória) e significa recordar, ou seja, devemos nessa parta da avaliação física preparar um interrogatório onde possamos extrair do nosso aluno o maior número de informações possíveis, tipo, doenças familiares, doenças pessoais, acidentes nos últimos anos, nível de atividade física, esses são os questionamentos básicos que fazemos durante a entrevista, no entanto outras informações são importantes, onde deseja exercitar-se, quanto tempo dispõe quantas vezes por semana, em quais dias, qual a sua atividade profissional, todas elas complementam a nossa anamnese e apresentam informações importantíssimas para prescrição dos exercícios. Por inúmeras vezes a anamnese me ajudou até mesmo no processo de avaliação, pois tive que mudar determinados parâmetros para atender a algumas situações identificadas no interrogatório.

2- Risco Coronariano: Existem vários questionários para estratificação do risco para desenvolver doenças coronárias, o que utilizo, por sua praticidade e fidedignidade é o da AHA (American Heart Association) adaptado por pitanga, com 7 informações simples podemos identificar e quantificar o risco do nosso aluno desenvolver alguma patologia coronária, e se for o caso direcioná-lo a um médico para exames mais específicos antes de iniciar o exercício físico. Esse questionário é composto de fatores mutáveis (Nível de atividade física, Obesidade, Pressão Arterial, Colesterol e tabagismo) e imutáveis (Sexo, idade e Histórico familiar). A utilização desses questionários associada aos resultados antropométricos e aos exames sanguíneos apresentam um excelente raio-x da saúde do nosso aluno.

3- Avaliação Antropométrica e da composição corporal: Essa parte é a mais utilizada, todos querem saber o quanto de gordura existe no seu corpo, ou qual o perímetro do seu braço. As assimetrias corporais precisam ser detectadas nesse processo, e corrigidas com o treinamento, pois podem no futuro desenvolver problemas articulares ou musculares em virtude do excesso de trabalho em uma musculatura "mais fraca". Acredito ser de domínio público a informação de que o excesso de gordura é nocivo à saúde. Com a avaliação da composição corporal podemos identificar qual o percentual de gordura corporal do nosso aluno e compararmos com a taxa adequada para sua idade, com essa informação poderíamos detectar precisamente a quantidade de gordura em Kg, que nosso aluno precisa perder.

4- Avaliação Postural: Não consigo prescrever um exercício sem uma boa interpretação dessa parte da avaliação física, problemas posturais podem ser agravados por determinados exercícios na musculação, da mesma forma que exercícios direcionados para melhoria postural podem minimizar ou até mesmo resolver alguns desses problemas. No próximo artigo falaremos de prescrição e abordaremos melhor esse assunto.

5- Avaliação dos componentes motores e da condição cardiorrespiratória: De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a saúde está relacionada a um bem estar físico, mental e social. Do ponto de vista físico devemos analisar a composição corporal, Força e resistência Muscular, Flexibilidade e Resistência Aeróbia. Podemos classificar nosso aluno de acordo com seus índices e com sua idade para cada uma dessas valências, munidos dessas informações podemos traçar um planejamento para o desenvolvimento ou manutenção dessas valências, também abordaremos mais esse tema na prescrição.

Quanto maior o número de informações que o professor tiver do seu aluno, mais personalizada será a planilha de treinos. Com os dados em mãos, os exercícios podem ser prescritos de acordo com a capacidade individual de cada um, fazendo com que a evolução e os efeitos do treino sejam monitorados com segurança e eficiência.

Estudar a teoria da avaliação física é importante para o profissional. Conheça o CD de Avaliação Física dos Cds Universitários.



Comente:

Nenhum comentário