O que se estuda na Engenharia do Petróleo






A exploração, produção e processamento de petróleo constituem atividades fundamentais no atual cenário econômico. Impossível conceber a civilização atual sem a existência da indústria petrolífera, surgida em 1859, quando se deu a perfuração do primeiro poço de petróleo nos Estados Unidos. Mesmo com a crise de empresas do ramo no Brasil, continua sendo uma opção para estudantes de Engenharia em todo o pais.

Geralmente, o curso tem 10 semestres e a  estrutura curricular contempla disciplinas obrigatórias e optativas, cujos conteúdos proporcionarão ao aluno a fundamentação teórica e experimental necessária ao bom desempenho das suas atividades profissionais, facultando ainda aos mesmos a escolha das disciplinas optativas mais atrativas às suas vocações pessoais.

O aluno de Engenharia de Petróleo adquire conhecimentos aprofundados em Geologia, Geoquímica, Geofísica e Petrofísica. O ensino oferecido pelo curso garante ao aluno amplo conhecimento em programação e controle da produção, operação do processo, gestão da qualidade, controle de insumos, métodos e rotinas na perspectiva de qualidade e produtividade, ética, meio ambiente e viabilidade técnico-econômica.

O bacharel em Engenharia de Petróleo pode atuar em diferentes campos de atividades na indústria de petróleo como campos de exploração e produção onshore, refinarias,  plataformas marítimas (offshore), petroquímicas e gestão política na área de hidrocarbonetos. O principal cargo é de Engenheiro de Petróleo, mas também pode atuar em cargos como Engenheiro de reservatórios, Engenheiro de Poços entre outros.

O Cd de Engenharia do Petroleo dos Cds Universitários traz conteúdo teórico para  estudante e profissional se atualizar nensta área. Ele contém artigos, apostilas e materiais sobre os mais diversos assuntos dentro desse ramo da Engenharia.



Comente:

Nenhum comentário