Prontuário digital na Odontologia




 


O prontuário odontológico, adequadamente estruturado e devidamente arquivado, é indispensável para a garantia do tratamento, tanto para o profissional quanto para o paciente. Este prontuário pode ser feito em uma rotina que começa no cadastro, contendo dados pessoais, endereço e responsável, anamnese, exame clínico, a proposição, horários, formas de pagamento, o contrato, acompanhamento clínico e autorização do tratamento. Componentes eventuais também podem estar presentes como encaminhamentos, solicitação de exames e pareceres, prescrição de medicamentos, recomendações, atestados, relatórios clínicos e autorização, para uso de imagem, assim como a assinatura do paciente ou responsável legal.

Agilidade no atendimento, segurança dos dados, atualização em tempo real e possibilidade de acessar informações dos pacientes de onde estiver são algumas das vantagens do prontuário digital.

Apostar nesta tecnologia, chamada de Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), é um passo importante para modernizar seu consultório odontológico, ter consultas mais ágeis e, ainda, reduzir custos com impressão de documentos.

O cirurgião-dentista  deve  documentar os cuidados que o profissional teve diante da ausência do paciente, o que pode ser de extrema importância diante de  eventual  acusação de abandono que o paciente possa vir a fazer, ficando claro que o  abandono se deu por parte do paciente e não do profissional.

Conheça mais sobre o material sobre odontologia dos Cds Universitários. São artigos científicos sobre várias especialidades da Odontologia. Não perca. Clique aqui.

Clique aqui e tenha informação por Whatsapp

Comente:

Nenhum comentário